ATENDIMENTO
(27) 3434-2050
8h30 às 12h e 13h30 às 18h
ÁREA RESTRITA AOS ASSOCIADOS
CNPJ:     Senha: 
Esqueci a senha     
Fale Conosco    
início
O Sinduscon-ES Serviços Informações Comissões CUB Eventos e Treinamentos Cartão do Associado
Informações
• Calendário de Feriados
• Campanha de Doação de Sangue
• Censo Imobiliário
• Convenções Coletivas
• Dados Setoriais
• Download
• Indicadores Financeiros
• Licitações Encerradas
• Links Úteis
• Notícias da Imprensa
• Notícias do Sinduscon-ES
• Salários
• Sinduscon-ES Informa
• Sinduscon-ES Jurídico
Sinduscon-ES Informa
Nº 50 - 11.05.2015 
Trabalhadores da construção civil têm 8,42% de reajuste salarial
 

Apesar do momento de crise pelo qual passa a indústria da construção civil, os trabalhadores do setor no Espírito Santo receberam um reajuste de 8,42% relativo à data-base da categoria. O aditivo ao acordo coletivo da Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2016 foi assinado hoje pelos representantes dos sindicatos patronal e laboral na sede do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-ES).
 
O reajuste integral da variação do INPC será aplicado sobre o valor dos salários de novembro de 2014 para todos os trabalhadores abrangidos pela Convenção Coletiva de Trabalho. Com isso, os salários da construção passam a variar de R$ 895,40 (auxiliar de obras) a R$ 1.696,20 (encarregado). Para os trabalhadores de montagem industrial os salários variam de R$ 950,40 (ajudante) a R$ 3.055,80 (soldador TIG).
 
Além do reajuste salarial, foi concedido aos trabalhadores um aumento de 8,4% (sendo 5% neste mês e 3,4% em novembro) nos benefícios de alimentação, plano de saúde, seguro de vida e abono assiduidade. Assim, o custo com a alimentação do trabalhador será de R$ 252 até outubro e de R$ 260,57 a partir de 1º de novembro.
 
De acordo com o diretor de Relações Trabalhistas do Sinduscon-ES, Ronaldo Damázio de Jesus, embora o momento econômico esteja desfavorável para o mercado imobiliário, obras industriais e obras públicas, com a consequente redução no número de obras e de postos de trabalho, os empresários do setor foram sensíveis às reivindicações dos trabalhadores e houve consenso na negociação.
 
“Esse acordo está coerente com os nossos esforços em contribuir para melhorar a qualidade de vida do trabalhador da construção, corrigindo os salários e mantendo o poder de compra do trabalhador”.
 
Na opinião do presidente da Federação Estadual dos Trabalhadores da Construção e Similares (Fetraconmag), Aécio Leite, a negociação foi tranquila e, considerando o momento de dificuldade econômica do setor, o acordo foi razoável para os trabalhadores. “A garantia dos benefícios, como plano de saúde, alimentação e seguro de vida, além do reajuste do salário, é uma vitória da categoria.”  
 
Já o presidente do Sindicato da Construção Civil de Guarapari (Sindicig) e diretor do Sinduscon-ES, Fernando Silva, comenta que prevaleceu o bom senso de preservar o poder de compra dos trabalhadores e a saúde das empresas de forma a superar este momento de incertezas com o mínimo de prejuízo para a geração de empregos.

 


 
SINDUSCON-ES - Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Espírito Santo
Av. Nossa Senhora da Penha, 1830, 3º andar
Barro Vermelho - Vitória - ES - CEP 29057-565
(27) 3434-2050

8h30 às 12h e 13h30 às 18h